Total de visualizações de página

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Amigas...

Acho que já falei de amizade aqui, mas falei daquelas amizades efêmeras. Que te sugam tudo e de repente acabam, no mesmo passe de mágica que começam... Já tive amigos assim, mas mal me lembro deles e de como era nossa relação. Agora meus amigos de verdade, esses eu posso ficar anos sem ver, sem falar. Jamais os esqueço.

Amizade é a melhor coisa que pode acontecer. Ter amigos é ter uma dádiva. Melhor do que ter amigos, é ter amigas. E as minhas amigas, eu posso afirmar que são as melhores! Vejam bem, não estou falando de colegas, to falando de amigas, mas amigas mesmo!

Depois de quase 30 anos vivendo intensamente, posso dizer que conheci muita gente e fiz grandes amigos. Alguns grandes pela intensidade, outros grandes pelo tempo, mas os mais importantes são grandes pelo amor que sinto. É difícil falar de amigos, me da saudade, vontade, alegria, tristeza...

Falar das minhas amigas me emociona, e me deixa sem nenhuma imparcialidade, até um pouco repetitiva, acho que estou me perdendo nesses escritos. Mas a culpa é delas, porque as minhas amigas são fodas!

Vasculhando meus antigos fotologs e testimonials percebo o quanto sou abençoada por ter pessoas maravilhosas ao meu lado. Começo pela infância e me deparo com a Carol, Mari Bellini, Ra e tantas outras que eu quase não vejo, mas que quando eu encontro é como se não tivessem passado 25 anos.

Ando mais um pouquinho e chego na adolescência: meu clone Taisinha, a Su, Mi, Silvia, Bell, Aline, Gaia... Com as quais fiz tantas descobertas e troquei confidências. Cursinho: Fanny e Marcella como sofremos com toda a tensão do pré vestibular!

Aí veio a faculdade e com ela amigas que... putz! Curtiram comigo TUDO!! Bruninha, Gra, Kaka, Japonesa, Aliny Goobe e até Mari Aarestrup, com quem eu comecei curtir as baladinhas da faculdade mesmo estudando em instituições diferentes!

Foram rocks dos mais variados, filmes, shopping, bebedeiras, ai ai.. Tanta coisa que me dá um nó na garganta lembrar! Como nos divertimos! Tem também aquelas que não participaram das festas mas dividiram os momentos mais tensos da graduação: Geórgia, Rapha e Jhandra.

E aquela que eu conheci na faculdade mas fiquei amiga anos mais tarde, dividimos o mesmo ambiente de trabalho, os mesmos sonhos, as mesmas angústias... Não é Jenny? e falando em ambiente de trabalho lembro da Thainá, da Jojô, da Thay, Aline coisinha... Marcela!!! Também me vem a cabeça a Fabi.

A mesma Fabi com eu além de dividir o escritório dividi o teto, o quarto, a cozinha, o banheiro... Dividir a cozinha me lembra Maisa, minha pequena que cozinhava delícias pra mim e também a Mandinha com nossas crises de comidas rápidas e bem engordativas!.

Minhas irmãs, com quem eu discuti, eu ri, eu vivi bons e maus momentos, e por falar em maus momentos debaixo do mesmo teto: Evelyn, a fofuxa! Ainda bem que tudo passa e ela voltou a ser minha parceira!

A todas elas eu defendo, mas tem uma que me defende com muita competência: Ananda Guevara! E também tem aquela que não defende, mas não censura. Que está do meu lado pra tudo! Patuchita, a tia da minha Duda!

Paulinha e Flavinha, as melhores e piores amigas! Irmãs! E a minha irmã, a melhor de todas que tem no mundo: Camila do Bem; mãe, irmã, conselheira, cuidadosa e generosa. Como eu amo, e não me vejo existindo sem ela!

Essas meninas estão todas num jardim! E lá tem a flor mais linda do mundo, minha Julimala!! Que apresentou a melhor amiga virtual de todos os tempos: Renateenha! Que faz parte dos meus dias mesmo há mais de 500 km de distância!

Também conheci outras grandes mulheres. Inteligentes, fortes e maravilhosas!! Apresento minha fiel escudeira Mariana Muller, e também Lourdinha, Alessandra e Brunina da Sabedoria! Todas pós graduadas em TV, Cinema e Mídias digitais!

Falar em grandes mulheres eu lembro das mulheres grandes da minha vida, não só no tamanho, mas na importância e no amor que sinto por elas: Paula dentro... A tia que eu escolhi. E dona Gigi, a madrasta boa, amiga, companheira e cuidadosa.

E é aqui que eu queria chegar, Maria Esther, a minha mãe. A maior e melhor amiga! Pronto, chorei! Amo vocês!!!